Menu Fechar

O que diz a teoria do receptor especifico?

O que diz a teoria do receptor específico?

Comentários: A teoria do receptor específico, a mais aceita hoje em dia, propõe que os anestésicos locais agem ligando-se a receptores específicos nos canais de sódio. A ação da droga é direta, não mediada por alguma alteração nas propriedades gerais da membrana celular.

Quais são os sais anestésicos?

Os anestésicos locais dividem-se em dois grandes grupos: ésteres e amidas. A principal diferença estrutural entre ésteres e amidas é a ligação existente entre a cadeia lateral e o anel saturado (3).

Quais a indicação dos anestésicos na Odontologia?

Uso de anestésicos na odontologia Os anestésicos são fármacos utilizados para induzir a anestesia em nível local, sendo muito utilizados na Odontologia.

LEIA TAMBÉM:   O que e crime de furto tentado?

O que é a Felipressina?

A felipressina é utilizada como vasoconstritor em anestésicos locais em uma concentração de 0,03 UI/mL para diminuir a absorção e aumentar a duração da ação anestésica. Devido a ação ocitócicas da felipressina, o uso de Cloridrato de Prilocaína + Felipressina é contraindicado durante a gravidez.

O que são vasoconstritores na Odontologia?

Vasoconstritores presentes nos anestésicos locais odontológicos. Os vasoconstritores são fármacos que contraem os vasos sanguíneos, portanto, controlam a perfusão tecidual. Eles são adicionados às soluções anestésicas locais para equilibrar as ações vasodilatadoras intrínsecas dos anestésicos locais.

Quais os riscos de se utilizar anestésicos com vasoconstritores?

Os vasoconstritores estão contraindicados em pacientes com angina pectóris instável, infarto do miocárdio recente (até 6 meses), acidente vascular cerebral recente, cirurgia de revascularização miocárdica recente, arritmias refratárias, insuficiência cardíaca congestiva intratável ou não controlada, hipertireoidismo …

Quais sais anestésicos e vasoconstritores temos hoje associados no Brasil?

No Brasil, dispõe-se comercialmente de dois tipos de vasoconstritores: a felipressina e as aminas simpatomiméticas. A felipressina só está disponível associada ao anestésico prilocaína. Já a lidocaína está disponível com e sem vasoconstritor adrenérgico, porém não com a felipressina.

LEIA TAMBÉM:   Quais sao os litros de forno a Gas?

Quais são os anestésicos locais do tipo éster?

Outros anestésicos locais, do tipo éster, surgiram depois, entre eles, a procaína (1905), tetracaína (1932) e cloroprocaína (1952).

Como age uma solução anestésica na interrupção da resposta dolorosa a um procedimento odontológico?

Sabe-se que os anestésicos locais impedem a geração e a condução do impulso nervoso, consequentemente do estímulo doloroso pelas fibras nervosas de maneira reversível e sem causar a perda da consciência.

Qual o mecanismo de ação dos anestésicos locais na odontologia?

Os anestésicos locais bloqueiam a ação de canais iônicos na membrana celular neuronal, impedindo a neurotransmissão do potencial de ação. A forma ionizada do anestésico local liga-se de modo específico aos canais de sódio, inativando-os e impedindo a propagação da despolarização celular.

Para que é usada a lidocaína?

Para que serve a pomada de Lidocaína? A Lidocaína é uma substância ativa de anestésico local. Pode ser encontrada como gel ou spray. Normalmente, é utilizada para dar mais conforto ao paciente em alguns procedimentos médicos, devido às suas propriedades anestésicas e lubrificantes.

LEIA TAMBÉM:   O que e orgao peritônio?

Como funciona a anestesia dentária?

A anestesia dentária, quando na forma de anestesia local, bloqueia apenas a condução nervosa onde é aplicada. Nesse caso, retira a sensibilidade da gengiva. Já com a anestesia geral, a pessoa fica inconsciente.

Quais são as anestesias na clínica odontológica?

As anestesias adotadas na clínica odontológica são, normalmente, de efeito apenas local. Mas existem alguns casos peculiares que demandam a geral. Entenda melhor: Há alguns tipos de anestesia local que os dentistas usam, como a anestesia por infiltração, bloqueio de campo, bloqueio de nervo e injeção sem agulha.

Quais são as anestesias locais?

Entenda melhor: Há alguns tipos de anestesia local que os dentistas usam, como a anestesia por infiltração, bloqueio de campo, bloqueio de nervo e injeção sem agulha. Elas são utilizadas para processos como cirurgia de siso, cirurgia de implante e remoção de cáries profundas.

Qual a eficácia da anestesia geral?

Esse novo procedimento apresenta tanta eficácia quanto o tradicional e é praticamente indolor. Porém, o tempo de duração é menor e, por isso, é usado em intervenções mais rápidas. A anestesia geral não é muito frequente na odontologia.