Menu Fechar

Como foram divididas as Treze Colônias inglesas?

Como foram divididas as Treze Colônias inglesas?

Também chamadas de treze colônias britânicas ou treze colônias americanas, as treze colônias eram formadas pelos seguintes estados: Carolina do Norte, Carolina do Sul, Connecticut, Delaware, Geórgia, Rhode Island, Massachusetts, Mayland, New Hampshire, Nova York, Nova Jersey, Pensilvânia e Virginia.

Qual foi o período de colonização da América do Norte?

No período compreendido entre o último quartel do século XVIII e os anos trinta do século XIX o mundo assitiu à decadência do Antigo Regime na Europa e a um movimento de independência das colónias europeias nas Américas.

Quais são as razões para a colonização inglesa?

Entre outras razões, podemos apontar o processo tardio de colonização, a natureza espontânea da ocupação dos territórios e as características do litoral norte-americano como pontos fundamentais na compreensão da colonização inglesa.

Qual a independência das Treze Colônias Inglesas?

Independência das Treze Colônias. As colônias eram administradas por governadores nomeados pelo rei inglês. Os governadores recebiam assessoria de uma assembleia eleita por colonos que ficava responsável pelo recolhimento de tributos. Desde o início, as colônias inglesas na América tiveram autonomia política e administrativa,

LEIA TAMBÉM:   Quais medicamentos os farmaceuticos podem prescrever?

Por que os colonos ingleses eram governadores de colônias?

Por essa razão, os colonos ingleses desfrutavam de grande autonomia política e administrativa, no âmbito de suas colônias. Os governadores de cada colônia eram nomeados pela coroa inglesa; mesmo assim, na maioria das vezes, eram homens das próprias elites locais.

Como organizar as colônias da América do Norte?

As treze colônias da América do Norte organizaram-se com base no self government — autogoverno — constante na legislação liberal inglesa, que reconhecia os direis fundamentais dos homens livres. Por essa razão, os colonos ingleses desfrutavam de grande autonomia política e administrativa, no âmbito de suas colônias.