Menu Fechar

Como a psicologia e a administracao se encontram como ciencia e profissao?

Como a psicologia e a administração se encontram como ciência e profissão?

USO DA PSICOLOGIA NA ADMINISTRAÇÃO A convergência de objetivos entre a Psicologia, enquanto ciência, e a Administração enseja instigantes possibilidades de promover ganhos de produtividade conjugados com a melhoria da qualidade de vida, por meio da aplicação de suas práticas e conceitos em várias áreas de interesse.

Qual a importância da psicologia para a administração?

A psicologia vai ajudar no ganho da produtividade de uma organização, através do auxílio aos seus colaboradores no que diz respeito à qualidade de vida no ambiente profissional. Com tudo isso, a psicologia quando bem aplicada à administração só tem a favorecer as empresas e seus colaboradores.

Como a psicologia organizacional pode contribuir para a formação e atuação profissional do administrador?

Como podemos notar, a psicologia organizacional é um instrumento a disposição do administrador, como apoio nessa busca de continuo aumento da eficiência dos processos e da melhoria da qualidade de vida na organização.

LEIA TAMBÉM:   Como deve ser realizado a manutencao em circuitos hidraulicos?

Como a ciência psicológica se desenvolveu?

Duas abordagens podem ser adotadas para explicar como a ciência psicológica se desenvolveu: a teoria personalista e a teoria naturalista. A teoria personalista da história científica concentra-se nas realizações e contribuições monumentais de certos indivíduos.

Como a psicologia é uma ciência?

Cabe agora definir tais termos: Dizer que a psicologia é uma ciência significa que ela é regida pelas mesmas leis do método científico as quais regem as outras ciências: ela busca um conhecimento objetivo, baseado em fatos empíricos.

Por que a psicologia científica é questionada?

Na ocasião do centenário da fundação do primeiro laboratório de psicologia experimental, a psicologia científica é questionada sob um ângulo epistemológico, no que diz respeito a suas fundamentações teórica e metodológica e as suas implicações ideológicas ou “míticas”.

Psicólogos exploram conceitos como percepção, cognição, atenção, emoção, Inteligência, fenomenologia, motivação, funcionamento do cérebro humano, personalidade, comportamento, relacionamentos interpessoais, incluindo resiliência, entre outras áreas.