Menu Fechar

Quais os riscos do uso de benzodiazepinicos em idosos de forma prolongada?

Quais os riscos do uso de benzodiazepínicos em idosos de forma prolongada?

Há risco aumentado de quedas, problemas respiratório em idosos e dependência em pessoas que tomam vários medicamentos concomitantemente (poliusuários de medicamentos), doenças psiquiátricas e mulheres idosas1. Quando presentes tais efeitos, o medicamento deve ser suspenso4.

Porque os medicamentos benzodiazepínicos precisam ser utilizados com cautela nos idosos?

J Am Geriatr Soc 2012; 60(4):616-631. sugere que os benzodiazepínicos sejam evitados em idosos e particularmente os de meia-vida longa, pois estes demoram mais tempo para serem eliminados do organismo e são mais suscetíveis aos efeitos adversos 32.

Quais são os riscos do uso prolongado desses medicamentos?

LEIA TAMBÉM:   Qual o valor de um eletroencefalograma?

Há risco aumentado de quedas, problemas respiratório em idosos e dependência em pessoas que tomam vários medicamentos concomitantemente (poliusuários de medicamentos), doenças psiquiátricas e mulheres idosas¹.

Quais são os problemas que podem ocorrer com uso prolongado de benzodiazepínicos para pessoas com Alzheimer?

Apesar das recomendações, os BZDs são comumente usados por longo tempo. Efeitos negativos em uso de curto prazo são conhecidos em relação a memória. Já em relação ao longo prazo, se conjectura que os BZDs acelerem o declínio cognitivo e aumentem o risco de demência.

São efeitos atribuídos aos benzodiazepínicos?

A dependência é tida como o grande vilão do uso crônico de benzodiazepínicos, uma vez que pode se desenvolver em poucos dias. A síndrome causada pela retirada abrupta da medicação pode ser responsável por uma série de sintomas como dor de cabeça, cansaço, insônia, tremor, diminuição da concentração e ansiedade.

Qual medicamento poderia ser utilizado para tratar a depressão dos idosos?

O tratamento psicofarmacológico da depressão no idoso depende essencialmente do perfil de tolerabilidade do paciente em relação aos antidepressivos (Forlenza, 2000). Os ISRS (inibidores seletivos da recaptação de serotonina) constituem a primeira escolha, sobretudo, citalopram e sertralina.

LEIA TAMBÉM:   Quando foi criada a primeira Katana?

Para que é indicado o benzodiazepínico?

Usualmente são prescritos no tratamento de quadros agudos de ansiedade, transtorno de humor, insônia, crises convulsivas e outras condições relacionadas ao sistema nervoso central.

Quais são os benefícios dos benzodiazepínicos?

O risco que os benzodiazepínicos possuem para gerar tolerância e dependência no consumidor é alto, motivo pelo qual é recomendado limitar seu uso a curtos períodos de tempo (entre 2 e 4 semanas). Os benzodiazepínicos também podem ser ferramentas terapêuticas apropriadas para o tratamento da insônia.

Quais são os efeitos das benzodiazepinas?

Benzodiazepínicos: mecanismo de ação, usos e efeitos As benzodiazepinas são fármacos psicotrópicos que actuam directamente sobre o sistema nervoso central. Ao atuar nas regiões do cérebro, produzem efeitos sedativos, hipnóticos, ansiolíticos e anticonvulsivantes.

Quais são os mecanismos de ação de benzodiazepínicos?

Mecanismos de ação de benzodiazepínicos. Os mecanismos de ação se referem ao método pelo qual os benzodiazepínicos agem quando atingem o cérebro e conseguem fazer alterações no funcionamento psicológico. Os benzodiazepínicos agem diretamente em um neurotransmissor inibidor do cérebro conhecido como ácido gama butírico (GABA),

LEIA TAMBÉM:   Qual a melhor grelha aluminio ou inox?

Quais os medicamentos benzodinâmicos?

No campo comercial, podem ser encontrados vários medicamentos benzodinâmicos, a maioria deles geralmente caracterizada pela terminação lam ou pam. Os mais conhecidos são alprazolam, diazempam, flurazepam e lorazepam.