Menu Fechar

O que mais separa os casais?

O que mais separa os casais?

Falta de comunicação e de investimento na relação lideram os desentendimentos que levam ao término, apontam psicóloga de casais e advogada de família. Os motivos que fazem as pessoas quererem ficar juntas são bem conhecidos – o amor, a vontade de estar perto, o sonho de um futuro em comum.

Quais são as maiores causas de separação?

O que os especialistas tem a dizer sobre o divórcio, 10 principais motivos.

  1. Prioridades e expectativas diferentes podem causar o divórcio.
  2. Falta de sexo.
  3. Falta de diálogo.
  4. Dificuldades financeiras.
  5. Falta de liberdade.
  6. Infidelidade.
  7. Criação dos filhos.
  8. Interferência externa.

Como é possível obter um divórcio?

Um divórcio pode ser obtido por mútuo consentimento ou por litígio (quando não há o consentimento de um dos membros do casal). Em ambos os casos, há um conjunto de procedimentos a ter em consideração para a divisão de bens.

Como ocorre o divórcio amigável?

No Brasil, existem os seguintes tipos de divórcio: O divórcio amigável ocorre quando vocês estão em consenso sobre o processo. No entanto, ele ocorre na justiça comum, uma vez que vocês possuem filhos menores. Desse modo, vocês têm um acordo de divórcio. Ou seja, concordam com as questões da separação como, por exemplo:

LEIA TAMBÉM:   O que e gordura total na tabela nutricional?

Qual a duração do divórcio litigioso?

Divórcio Litigioso (judicial): são feitos via judicial e a lei prevê que não podem durar mais de três meses. Este caso envolve situações mais complexas que o casal não poderá resolver por si só, dependendo de um advogado, principalmente quando houver partilha de bens, pensão e guarda dos filhos menores ou incapazes (menor de 16 anos);

Como vocês podem optar pelo divórcio judicial?

Além disso, vocês podem optar pelo divórcio judicial mesmo que estejam em consenso, uma vez que é seu direito escolher a via pela qual se divorciará. Contudo, se vocês dois tiverem filhos menores ou incapazes, mesmo em consenso, o divórcio será judicial.